Por que você não se sente perdoado?

Consciência pesada, excesso de escrúpulo e sentimentos de culpa e inferioridade abatem a alma e o coração das pessoas que não se sentem perdoadas. Talvez você seja uma delas e talvez não saiba a razão que lhe faz sentir-se tão mal consigo mesmo.

Seja para quem o solicita, seja para quem é solicitado, o perdão sempre será uma atitude generosa. Quantas vezes você foi a uma igreja e pediu perdão a Deus pelos seus pecados, ou no quarto, em oração, sentiu que tem que desculpar-se com o mundo, com as pessoas e com o seu próprio eu?

Esse sentimento de querer expiar-se de culpas mediante a solicitação do perdão é benéfico e produz a boa consciência, podendo tornar muito mais generoso o seu coração. E por que você não se sente perdoado?

Responda com sinceridade: quando alguém erra com você e “pisa nos seus calos”, qual é a sua atitude? Você está pronto para perdoar aos que ama, aos que convivem e se importam com você?  Se não conseguiu perdoar quem lhe feriu, também não se sentirá perdoado. O sentimento de culpa é exatamente um reflexo da sua incapacidade de abrir mão do que sente para libertar o outro de suas culpas.

Deixe o passado onde ele está, aproveite o dia de hoje para perdoar quem lhe fez algum mal e redescubra o sentido de estar livre de qualquer sentimento de impotência. Consciência leve não tem nada a ver com irresponsabilidade e indiferença. Consciência leve é o ato de esvaziar-se do que lhe causa alguma dor.

Comece já.

“Se perdoardes aos homens as faltas que cometerem contra vós, também vosso Pai Celestial vos perdoará os pecados, mas se não perdoardes aos homens quando vos tenham ofendido, tampouco vosso Pai Celestial vos perdoará os pecados.” (Mateus, 6, 14-15.)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>